segunda-feira, novembro 27, 2006

Quantic Soul Orchestra com Spanky Wilson - casino de lisboa - hoje - entrada livre

Hoje há um concerto de funk/soul a não perder, ainda mais à pala. Deve ser partir das 22. Se o público não fôr uma cambada de enconados (perdoem o vernáculo mas esta palavra não tem concorrência) deverá haver muito rabo a bambolear ao ritmo deste colectivo. Eu vou. Só tenho pena é de perder a telenovela. Nem, tudo pode ser perfeito.


6 Comments:

At 3:40 da tarde, Anonymous zamot disse...

Quem são? Logo estes não pões link, espero que não seja caca por ter comentado hihihi.

 
At 2:38 da tarde, Anonymous Anónimo disse...

belo concerto.
o espaço é que é um bocado estranho.

 
At 7:03 da tarde, Blogger hemperialist disse...

Foi muita bom! Havia quem tivesse notado umas semelhanças entre a Miss Spanky e Jesualdo Ferreira, que diga a Briggite.
Pa rematar, vai de ter a mnina controcionista a encaracolar-se toda como se nao houvesse amanha, havia quem tivesse dado a ideia de a mnina enrolar uma, mas ela era estrangeira e nao deve ter percebido...
Há aqui alguém que tenha passado uma noite ou uma experiencia sexual com uma controcionista?
Fiquei a machicar como seria...

 
At 1:47 da tarde, Blogger Guitarrista disse...

A contorcionista manda beijinhos para todos. E quando eu digo que ela manda beijinhos, peço-vos que tentem a imaginar a posição em que o faz... a sério, valeram a pena os 20 euros.

 
At 2:50 da tarde, Blogger Briggite Bardot disse...

Epá, gostei da Spanky "Jesualdo" Wilson e a banda partia a loiça mas pagava para ver aquele mesmo concerto num antro qualquer do cais do sodré, numa sexta-feira à noite, e com bastante dinheiro nos bolsos para pagar copos aos amigos e amigas. Ia ser giro.
Já a contorcionista podia vir mas escusava de dançar. Fazia o pino e enrolava charros para toda a gente enquanto bebia dry martinispor uma palhina. É só uma ideia.
Preciso de umas férias.

 
At 3:31 da manhã, Blogger zamotanaiv disse...

Eu vi a a seguir aos coolhipnoise, não contiv a gargalhada, de repente com o j pinetri senti que saia de uma obra e soltei um: granda grossa! estica-te filha!

 

Enviar um comentário

<< Home