segunda-feira, maio 15, 2006

Estou com uma enorme vontade de insultar escabrosamente ao desbarato. Aceitam-se sugestões dentro de qualquer temática.
Vá!

Extra de 16 de Maio:
Depois de ler o comentário do Miguel achei que este post se podia transformar numa espécie de post das lamentações. Durante os próximos séculos(esperando que o blogspot não acabe), toda a gente de todo o mundo poderia vir aqui e descarregar no que bem lhe desse mais jeito. Dizer mal e insultar é preferível mas não vou apagar rezas e afins. Das depiladoras descuidadas, das companhias de seguros, dos discos rígidos com defeito ou dos políticos, coitadinhos, irmãos dizei mal.
Nós portugueses adoramos este desporto. Em último dos últimos casos, e se a avó de quem na verdade queriamos ultrajar morreu atropelada no dia antes, podemos sempre dirigir-nos a nós próprios e dizer em voz alta "Epá sou memo'cretino."
Sendo assim já que ontem só dei o mote hoje largo a seguinte sentença:
Puta que pariu a superficialidade da maioria dos seres humanos mais a necessidade exaustiva de justificarem toda a merda que fazem com mais merda e mais superficialidade.
E aproveito também, já que ele não me atende o telemóvel, para dizer ao Mário que se me continua a engrupir com aquela erva da tanga um dia destes leva com um tijolo na fuça.

13 Comments:

At 2:56 da tarde, Blogger Truta Azul disse...

Hum... Hum... Caramba, podem ser tantos... Agora um, um só... Tenho de pensar mais nisto... :-)

 
At 4:18 da tarde, Blogger Guitarrista disse...

Politicamente: Alberto João.
Desportivamente: Pinto da Costa.
Socialaitemente: Cinha Jardim.
Humoristicamente: Herman José.
Musicalemente: Tony Carreira.
Sexualmente: Soraia Chaves. A esta dizia-lhe umas boas. Ó se dizia.

Chega? Posso continuar. Para insultos, não me falta nunca a imaginação.

 
At 12:56 da tarde, Anonymous Miguel disse...

Internacional:
Cheeney, Rice!
Sarkozy;
Ratzinger;
Isrealitas extremistas;
Todos os fascizóides no mundo e em particular os tugas;
Indústrias farmacêuticas;
Indústrias militares;
e todos os senhores da guerra.

Sou levado a crer que a extensão desta lista é proporcional ao tempo que lhe dedicamos.

Eh pá, sinto-me bem depois de delegar esta parte das minhas funções. Obrigado.

 
At 3:01 da tarde, Blogger Carteiro disse...

Ui! Desta não estava à espera! Mas quem foi o sacrista, vegetariano, paspalho, idiossincrático, lampião, danado, espécie de selvagem dos cárpatos, velhaco e bexigoso que andou a irritar a minha Brigitte?

(Livros do timtim: o capitão Haddock é do melhor!)

 
At 3:04 da tarde, Blogger Guitarrista disse...

Eh, lá! O que vem a ser isto?! Terei que partir para o vernáculo se voltar a ler um insulto junto com a digníssima palavra "lampião". Não digam que eu não avisei.

 
At 3:08 da tarde, Blogger Carteiro disse...

Vai pedir satisfações ao haddock!

 
At 3:08 da tarde, Blogger Briggite Bardot disse...

Náu uire tólking biznass.
Gostei particularmente de lampião.
O Capitão Haddock seria Lagarto como eu?

 
At 3:12 da tarde, Blogger Carteiro disse...

Pois claro, os personagens fixes são todos lagartos. ;)

 
At 4:18 da tarde, Blogger Guitarrista disse...

Por acaso, não estou a ver nenhuma personagem que seja lagarto. Talvez nos desenhos da Abelha Maia haja alguma...

No entanto, depois não digam que não avisei. Bem podem ir preparando o lápis azul se não querem ver certas expressões tão características do linguajar de Alfama escarrapachadas neste vosso belo blogue.

 
At 7:12 da tarde, Blogger Briggite Bardot disse...

Quando escrevi o extra do post pareceu-me logo que ia acabar por escorregar para a bola.
Atão e o governo? Ninguem diz mal do governo?

 
At 1:15 da tarde, Blogger Diego Armés disse...

Eu acho que a culpa é do Governo. Aliás, há anos que isso é assim. Pelo menos, é o que as pessoas mais velhas dizem nos autocarros.

 
At 10:56 da tarde, Blogger zamotanaiv disse...

Não percebi bem a cena do miguel e do dizer mal...
Pode-se dizer asneiras?
Caralhoooooooooo!
Cona da primaaaaa!
Caras de cuuuuuuuuu!
Conas de sabão!


Não sei bem a quem são dirigidos mas como diria o carteiro, vão para o ar.
Saudações!

 
At 2:03 da tarde, Anonymous Gizmo Caca disse...

Morte ao papel higiénico que arranha o rabo.

 

Enviar um comentário

<< Home